Session timeout

Sorry, your session timed out after a long time of inactivity. Please click OK and Sign In again.


OK

Global Grain South America'15: Programa da conferência


PROGRAMA DA CONFERÊNCIA

PRIMEIRO DIA: TERÇA-FEIRA, 15 DE SETEMBRO DE 2015

Coquetel de boas-vindas às 18 horas

SEGUNDO DIA: QUARTA-FEIRA, 16 DE SETEMBRO DE 2015

8:15 da manhã: Inscrições e refrescos matinais

9:00 da manhã: Discurso de abertura do presidente
Alexandre Fontoura
, diretor do setor de agricultura da SGS do Brasil

9:15 da manhã: Síntese econômica regional: Avaliação do impacto da macroeconomia mundial e regional no mercado de grãos e sementes oleaginosas
• A economia regional no contexto global: Como está o desempenho da América do Sul?
• Moedas: Desvalorização e queda de preços 
• Quanta terra ainda está disponível para o plantio e quais são as projeções de rendimento?
Christopher Gadd, analista de grãos da Macquarie Securities
10:00 da manhã: Identificação da área de produção doméstica e capacidade de trituração da soja no Brasil
• Quem são os grandes agricultores e cooperativas e onde eles estão localizados?
• Compreensão da atual capacidade de trituração da soja e sua demanda para o futuro
• Quanta terra ainda está disponível para o plantio e quais são as projeções de rendimento?
Daniel Furlan Amaral, economista chefe da ABIOVE
Lucilio Rogerio Aparecido Alves, pesquisador chefe da CEPEA

11:30 da manhã: A mistura de grãos argentina 
• Abordagem do panorama político argentino: Como as políticas agrícolas pós-eleições afetam os mercados de grãos?
• Qual é a área plantada de soja, milho e trigo e como as forças externas estão mudando as opções de colheita dos agricultores? 
• O começo do fim do uso do armazenamento como uma estratégia de hedge: Qual é a quantidade armazenada, quanto tempo ela pode permanecer em silo e o que vai acontecer quando a bolha de armazenamento estourar?
Juan Carlos Rienzi, corretor de commodities, Mercoplate/Mazzoti Brokers

12:15: Compreensão das expectativas e desafios do Paraguai para atingir seu potencial de exportação de grãos 
• Com condições favoráveis e aumentos projetados para a área cultivada, o que se pode esperar da produção de soja, milho e trigo?
• Logística, capacidade de armazenamento e intervenção governamental: Quais são os principais desafios relativos às exportações de cereais?
• Após investimentos bem sucedidos de empresas internacionais, quanto ainda é necessário investir para que o potencial de exportação do Paraguai seja atingido?
Raul Valdez, gerente geral da UNEXPA

13:00: Almoço de networking

14:15: Como a lei de posse de terra está afetando a produtividade e o crescimento brasileiro?
• Uma atualização sobre a petição levada ao Tribunal Superior com pedido de afrouxamento da lei de posse de terra
• Quais são os atrativos para investidores e fundos estrangeiros investirem na agricultura do Brasil?
• As estruturas da lei de posse podem ser melhoradas para superar a restrição? Quais são os riscos dessa mudança? Eles podem ser enfrentados?

14:45: Desenvolvimento da infraestrutura brasileira para eliminar os obstáculos e aumentar as exportações
• Como os novos portos na região amazônica e sul afetam o transporte de grãos pelo Brasil? Qual a quantidade de soja que será levada ao norte e a que custo?
• Continuaremos a ver a troca do transporte rodoviário de grãos pelo transporte fluvial?
• Como encontrar soluções para os obstáculos da rede ferroviária como objetivo de aumentar a produtividade
• Quais são os planos do governo relativos às concessões e à capacidade de armazenamento?
Jorge Bastos, diretor geral da ANTT
Mario Povia
, diretor geral da ANTAQ
Prof. José Vicente Caixeta Filho
, diretor da ESALQ

15:30: intervalo para refrescos e networking 

FOCO DOS COMPRADORES NA DEMANDA DE MERCADO

16:15: Europa
• Compreensão da demanda europeia por grãos da América do Sul: soja, trigo e milho
• A crescente importância da soja sustentável e não-OGM para varejistas europeus: Quais são os requisitos de certificação necessários para produtos da América do Sul?
• Container x granel: Há uma mudança para estufamento em containers para rastreabilidade e evitar atrasos?
Fernando Nauffal, representante nacional da J. MÜLLER

17:00: Ásia
• Análise da capacidade de trituração, armazenamento de estoques e demanda por um sistema de troca de soja da China
• Joint ventures e aquisições como estratégias de originação para a soja da América do Sul: A China estaria ignorando os mercados de commodities internacionais para garantir um abastecimento estável?
• Como o crescimento econômico da China e do Sudeste Asiático afetam as exportações da América do Sul?  A piora das margens de processamento está mostrando algum sinal de melhora?
Lin Tan, presidente executivo da Hopefull Investment and Holding

17:45: Discurso de encerramento do dia do presidente, seguido por um coquetel


 

TERCEIRO DIA: QUINTA-FEIRA, 17 DE SETEMBRO DE 2015

8:30 da manhã: Refrescos matinais

9:00 da manhã: Discurso de abertura do presidente

9:15 da manhã: Perspectivas das tendências do clima global e regional: Como os padrões de clima afetam o abastecimento regional global?

• El Niño: Qual a nossa real situação?
• Compreensão de como o El Niño historicamente afetou as estações de crescimento da América do Sul e do mundo. O que podemos esperar desta estação levando o El Niño em consideração?
• Perspectiva: Como as condições e ciclos meteorológicos influenciarão nos próximos 10 anos?
Kyle Tapley, meteorologista sênior especializado em agricultura da Weather Services, MDA Information Systems LLC

10:00 da manhã: Foco no papel das cooperativas no mercado brasileiro
• Compreensão da verdadeira dimensão e alcance das cooperativas brasileiras
• Qual a importância das cooperativas na ampliação da produção agrícola brasileira?
• Como as cooperativas trabalham em cooperação para garantir melhores preços de insumo e melhores preços para as suas plantações?
Ubiratan Wendler, gerente de negócios de grãos da Cooperativa Agrária
Valentim Squisatti, gerente de negócios de grãos da Cooperativa C-Vale
Robson Mafioleti, coordenador de planejamento estratégico da OCEPAR

10:45 da manhã: Sistema de troca como ferramenta de risco na gestão da cadeia de abastecimento
• Como os agricultores da América do Sul usam contratos antecipados para cobrir o risco de preço e garantir entradas?
• Quais são os benefícios para fornecedores de insumos e negociantes?
• Quais são as implicações legais dos participantes internacionais que entram no sistema de troca tradicionalmente doméstico?
Cesar Vieira Jr., gerente de trocas da Dow AgroSciences Industrial Ltda.

11:15 da manhã: Intervalo para refrescos e networking matinal

11:45 da manhã: Container x granel: uma escolha, não um compromisso

• O crescimento da estufagem de grãos em containers devido a fluxos comerciais globais. Esta tendência deve continuar?
• Compreendendo os benefícios do frete em containers: confiabilidade, gerenciamento de fluxo de caixa e menos desperdício
• Estão sendo usadas logísticas e instalações corretas na região para promover a expansão da estufagem de grãos em containers?

12:30: Produção de soja sustentável na América do Sul: um produto de nicho com margens elevadas e exigências altas
• As tendências da demanda mundial de soja sustentável e oportunidades no mercado
• Onde e quem produz soja sustentável?  A América do Sul tem capacidade para lidar com a demanda por produção e trituração? 
• Compreensão da certificação necessária para a soja sustentável
Agustín Mascotena, diretor executivo da RTRS

13:15: Discurso de encerramento do presidente, seguido por almoço e fim da conferência


This content is provided by Global Grain Events for informational purposes only, and it reflects the market and industry conditions and presenter’s opinions and affiliations available at the time of the presentation.

Related Insights